Aposentado Atacado por Chupa-cabra?

Foto do cadáver do aposentado supostamente atacado por um chupa-cabra.


         O que teria acontecido a um aposentado de 53 anos? É essa a pergunta que se fazem os médicos do IML de São Paulo.

Um cadáver foi encontrado no mês de abril de 1997, na represa de Guarapiranga, zona sul de São Paulo. A forma de como o corpo se encontrara quando foi resgatado era macabra, estava mutilada externamente e não possuía nenhum órgão interno.

A vítima tinha como hábito pescar numa ilha deserta, localizada no meio da represa, para isso ia a nado, vestindo apenas uma cueca.

Os médicos não conseguem explicar a forma de como foram retirados os órgãos. No corpo do aposentado, foram encontrados pequenos furos simetricamente recortados, impossíveis de serem feitos no meio do mato, que induzem a hipótese de que os órgãos tenham sido sugados. Embora tenha sido achado com a roupa de baixo ainda no corpo, o cadáver do aposentado estava sem os testículos, com o pênis esticado e escurecido. Seu ânus estava perfurado e sem o reto. Braços, umbigo, pernas e pés também possuíam o mesmo escurecimento. Foram ainda retirados, olhos, orelha, língua e todos os órgãos internos.

O mais aterrorizante foi a única conclusão a que a equipe do IML chegou: "essa vítima apresenta lesões com características de reação vital" -- indica que a vítima estava viva enquanto sofria as mutilações.

Todos os indícios levam a crer que o aposentado fora atacado por um chupa-cabra.